Testemunho de Avelino Rocha

Ao Maestro RESENDE DIAS

Aos domingos e todos os outros dias, mas especialmente aos domingos…a música misturava-se no ar! Mexia na folhagem das árvores, vestia-se de nevoeiro com patine de granito, envolvia-nos o corpo e tisnava a alma. O Maestro Resende Dias era a frescura das manhãs e o ardor caloroso das festas. A sua música saltava dos locais solarengos para a altivez dos prédios da cidade alta. Era presença firme!  Envolvente, apaziguadora…tonificante. O Porto não conhecia outra. Colava-se à nossa pele! O Porto estremecia da Ribeira a Paranhos, das Fontainhas ao Bonfim. Respirava as suas melodias, ritmos e harmonias…a exaltação do canto! O Maestro Resende Dias não disfarçava uma enorme semelhança física com seu irmão Júlio Resende, meu querido professor. E em alguns encontros que tive a felicidade de partilhar sempre admirei a afabilidade que os dois transmitiam e um encantador sentido de humor que transparecia nas suas conversas. Depois em convívio com a professora Emília, na sua escola, constatei num ambiente de terna emotividade: o lugar (berço) de duas figuras de superior importância na música o Maestro Resende Dias e nas artes plásticas o professor pintor Júlio Resende. A certa altura a cidade acorda  com uma nova voz…sentia-se no marulhar das ondas da Foz às terras bravias do burgo de Rio Tinto…Era a Lenita Gentil a despertar…sentia- se o Maestro Resende Dias voando perto a soprar ajudas enternecidamente; ensinando a voar!

Com abraço do Avelino Rocha

[ Depoimentos ] [ Início ]

Advertisements

Deixar um Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s